sexta-feira, 5 de agosto de 2016

BOLETIM LAR BATISTA

Belo Horizonte, Agosto/2016.

Vocês não precisarão lutar nessa batalha. Tomem suas posições; permaneçam firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes dará (...). Não tenham medo nem se desanimem (...) o Senhor estará com vocês” (2 Crônicas 20:17)

Assim têm sido esses últimos meses... uma grande batalha, que envolve os traumas vividos pelas crianças, a dor das famílias fragilizadas, a morosidade do sistema, a nossa própria natureza humana, que muitas vezes nos limita a ir além...

Nosso Deus, porém, tem sido nosso General e nos dado muitas estratégias para vencermos dia a dia no campo do desconhecido, pela fé e pela grandeza dele. Obrigado a todos que, de forma direta ou indireta, batalha essa luta conosco, da qual, temos a certeza, já somos mais do que vencedores.

Hoje temos 11 meninas em nossa casa. Ketlyn foi temporariamente transferida por decisão judicial.

Nosso grande temor era que o poder público falhasse em seu compromisso conosco. Mas, graças a Deus, e apesar de toda insegurança econômica e política que vive nosso país, nossos repasses estão em dia e todas as despesas e compromissos financeiros também.

Louvo a Deus pela equipe de trabalho que temos construído. Atualmente temos 15 funcionários entre coordenador, educadores, serviços gerais, cozinheiras, psicóloga e assistente social. Temos nos esforçado para juntos sermos uma única mente e um único coração no trato com as crianças, a fim de desconstruir e reconstruir valores que sejam benéficos para a vida delas, agora e futuramente.

As crianças tem compreendido nossa missão e esforçam-se para atingir um ideal melhor para suas historias de vida. O rendimento escolar melhorou muito, bem como o comportamento e o relacionamento entre elas. Conseguimos alguns atendimentos gratuitos para acompanhamento psicoterápico, psicopedagogo, fonoaudiólogo, etc.

O acompanhamento judicial também está trazendo algumas grandes vitorias para nossas crianças. Julia foi adotada por um tio paterno e temos tido boas noticias sobre a nova convivência familiar. Também foi restabelecido o direito de visitas da mãe de Thailane e Ketlyn, que há uns dois anos não se viam e grandes possibilidades de reinserção familiar. A mesma coisa aconteceu com a Leidiane, que agora já mora com sua família.  Todos os demais processos estão em andamento, vários deles aguardando famílias adotivas.

Apesar de termos recursos públicos, esses não cobrem todos os gastos com a infraestrutura, atendimentos especializados e necessidades especiais (como roupas, calçados, etc). Temos ajudado também as famílias das crianças. Implantamos uma “escola de pais”, onde ministramos valores bíblicos sobre a educação de filhos e os resultados tem sido animadores.

Nosso maior desafio é manter a instituição dentro de seus propósitos e sermos referencia do serviço de acolhimento, sem, contudo, perder a essência de um Lar onde o amor de Deus emana em todas as ações.

Queremos continuar contando com seu apoio e suas orações por nossa turminha e nossos projetos.

Acompanhe as noticias também na nossa pagina no facebook “Amigos do Lar Batista - BH” e também no nosso blog: www.larbatistaregular.blogspot.com.br.

Um forte abraço,
Missionários Hélio e Márcia Fernandes